Saltar para conteudo

Sinopse

Palcos Instáveis

Hilda de Paulo

Emi Koyama passou aqui

Outubro

2024

Sex
4
Sáb
5

Sinopse

A ativista e autora Emi Koyama escreveu o Manifesto Transfeminista no ano de 2001 e é considerada uma das principais vozes iniciais para o desenvolvimento do transfeminismo. Na performance-instalação, Emi Koyama passou aqui, é revisitada essa grande elaboração de Koyama, desfazendo alguns equívocos e clichés que ainda persistem sobre o transfeminismo. — Hilda de Paulo

performance

transfeminismo

instalação

© Rita Castro Kubikgallery, Hilda de Paulo (Sapatos), de Hilda de Paulo

Info sobre horário e bilhetes

Sex

4.10

21:00

Sáb

5.10

18:30

Campo AlegreSala-Estúdio

Informação adicional

  • Preço 
    7€ ou 12€ (preço conjunto com ISTO NÃO É PARA GENTE, É PARA BESTA!, de Magda)
  • Duração 
    40min
  • Classificação etária 
    14+

Texto biografia autores

Hilda de Paulo é artista, pesquisadora, escritora transfeminista e curadora independente. É autora do projeto Arquivo Gis, programadora do Queer Lisboa e Queer Porto, membra fundadora da Cia. Excessos e da eRevista Performatus. Tem integrado exposições coletivas nacionais e internacionais, e algumas das suas obras integram permanentemente o acervo de algumas instituições, como o da Fundação de Serralves, o da Coleção Municipal de Arte da cidade do Porto, entre outras. É também criadora da palestra-performance-oficina O Que Vem Depois da Esperança? (2022) e da performance-instalação algumas notas sobre pertencimento (2024). Atualmente, é doutoranda em estudos literários, culturais e interartísticos pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Ficha técnica

  • Conceito, texto e figurino
    Hilda de Paulo

    Direção de arte e cenografia
    Tales Frey

  • Coprodução
    Instável – Centro Coreográfico, Teatro Municipal do Porto 

Subscrevam a nossa newsletter e recebam todas as novidades sobre o TMP.

close