ANA LUENA


De Onde Vens?

Estreia ⁄ Coprodução

No âmbito do FITEI 2018

Sáb 16 JUN ⁄ 21h30 & Dom 17 Jun ⁄ 19H00


Pequeno Auditório • Rivoli

5,00EUR • M/12 

bilhetes

Texto Mohammed Dib
Adaptação e Encenação Ana Luena
Com Alberto Magassela e David Pereira Bastos
Música José Silva
Cenografia e figurinos Ana Luena
Desenho de Luz Pedro Correia
Fotografia José Miguel Soares
Montagem de cenário Américo Castanheira - Tudo Faço
Produção Malvada Associação Artística
Co-produção Teatro Municipal do Porto / FITEI 
Com o apoio Câmara Municipal de Évora, Graciete Restaurantes e Évora Bowling, Restaurante O combinado, A Bruxa Teatro, Restaurante Dona Porto e Prassa.
Duração aprox. 50min

"De onde vens?" é uma adaptação de “O deserto sem saída”, de Mohammed Dib. Um romance que é uma fábula, um jogo de espelhos, uma orquestração de vozes interiores em que as palavras se tornam música.  
A escrita alegórica desta obra lança pontes estimulantes com o nosso tempo, tocando o fenómeno da globalização e proliferação das migrações do mundo contemporâneo. Os que por golpe do destino têm de deixar para trás o que até então conhecem como sua realidade, esses, os escolhidos ou os esquecidos, partem em direção ao desconhecido, ao vazio. Não se permitem a olhar para trás. Nunca. Sobrevivem na certeza de nunca mais regressar ao que foram obrigados a deixar. O caminho a percorrer é o único destino certo. Deixar o seu lugar para ser o eterno caminhante. Sempre estrangeiro em qualquer lugar que se encontre e que permaneça, e por isso a ilusão de caminhar, de nunca estar parado. Quem deixa para trás o seu lugar, a partida é sempre um destino provável. É o que acontece aos “guerreiros” nascidos noutros lugares distantes, mais além. 


Ana Luena nasceu em Luanda, onde viveu até 1982, já depois da independência. Dramaturga, encenadora, cenógrafa e figurinista. Fundou o Teatro Bruto em 1995 e foi directora artística e encenadora residente. É doutoranda na Faculdade de Letras do Porto e Mestre de Teatro - especialização em Encenação, da ESTC, em Lisboa. Encenou entre outros: Lady & Macbeth - concerto encenado (Programa Criatório / CMP), É impossível viver, a partir de Franz Kafka, com os atores João Lagarto e Sérgio Praia; O filho de mil homens, adaptação do romance de Valter Hugo Mãe. Têm-se dedicado à escrita performativa e cénica. Dirige várias formações em contexto académico e no trabalho com diferentes grupos das comunidades. É professora convidada da Universidade de Évora onde dirigiu O sonho, de August Strindberg.
ANA LUENA -

calendário