Christian Rizzo

Une maison
França
Estreia nacional
DDD – Festival Dias da Dança 2019

Abril

27 Sáb 22.00h


RIVOLI Grande Auditório

10.00€ • 1.00h • >12 

bilhetes

Coreografia, Cenografia, Figurinos e Objetos Luminosos Christian Rizzo
Interpretação Youness Aboulakoul, Jamil Attar, Lluis Ayet, Johan Bichot, Léonor Clary, Miguel Garcia Llorens, Pep Garrigues, Julie Guibert, Ariane Guitton, Hanna Hedman, David Le Borgne, Maya Masse, Rodolphe Toupin, Vania Vaneau
Desenho de Luz Caty Olive
Criação Musical Pénélope Michel et Nicolas Devos (Cercueil / Puce Moment)
Assistente Artística Sophie Laly | Réalisation costumes Laurence Alquier |
Assistente de Cenografia e MultimédiaYragaël Gervais
Direção Técnica Thierry Cabrera
Direção Geral  Marc Coudrais
Direção de Cena Jean-Christophe Minart
Produção ICI —centre chorégraphique national Montpellier -Occitanie / Direction Christian Rizzo
Coprodução Bonlieu Scène nationale Annecy, Chaillot-Théâtre National de la Danse -Paris, Théâtre de la Ville - Paris, Festival Montpellier Danse 2019, Opéra de Lille, National Performing Arts Center – National Theater & Concert Hall, Taiwan, R.O.C. -Taipei (Taïwan), Théâtre National de Bretagne, L’Empreinte, Scène nationale Brive/Tulle, Teatro Municipal do Porto, Mercat de les Flors – Casa de la Dansa (Espanha), Domaine d’O – domaine d’art et culture (Hérault, Montpellier), La Place de la Danse - CDCN Toulouse / Occitanie, Charleroi Danse - Centre chorégraphique de la Fédération Wallonie-Bruxelles (Bélgica), Theater Freiburg (Alemanha) 

em paralelo

É o regresso de Christian Rizzo ao Teatro Municipal do Porto, depois de ter apresentado D'Après Une Histoire Vraie", em 2016, e “Le Syndrome Ian”, em 2017.
Uma casa como um espaço para reunir o que está fragmentado. Uma casa que encontramos, que construímos, para onde convidamos e da qual saímos. Uma casa que não bloqueia o movimento, mas favorece a circulação. Há um espaço, um interior, concreto ou mental, onde a intimidade e o comum negociam uma história no plural e experimentam juntos fazer poesia. Há espaços ocos que lembram outros habitantes de um dia ou de uma vida, e os fantasmas decada um, que ocupam a totalidade. Existem vidas com várias durações. Há as musicalidades dos corpos. E há silêncio. “Une maison” é um trabalho para 14 intérpretes que nos envolvenum fluxo de movimento entre a solidão, a comunhão, as memórias embutidas e um espaço em branco para encher de vitalidade e futuro. 


Christian Rizzo
nasceu em 1965, em Cannes, França. Deu os primeiros passos como artista em Toulouse, onde formou uma banda rock e criou uma linha de roupa, antes de começar a estudar Artes Visuais em Nice. Em 1996, criou a L’Association Fragile, estrutura a partir da qual apresentou performances, espetáculos de dança, ao mesmo tempo que dava a conhecer os novos projetos comissariados na área da moda e artes visuais. De 2007 a 2012, foi o artista em residência na Ópera de Lille. Christian Rizzo é hoje um dos nomes mais importantes das artes performativas francesas, tendo recebido o título de Oficial das Artes e das Letras, uma comenda entregue pelo Governo Francês. É o atual diretor do Centre Corégraphique National de Montepellier Languedoc-Rouillon.
Masterclass com Christian Rizzo - © Marc Domage

© Marc Domage